Salão Design Casa Brasil premia design para todos e combate cópia

publicada em 11 de agosto na Folha de S. Paulo

MARA GAMA

Um abridor de latas simples é destaque da 17ª edição do Salão Design de Bento Gonçalves (RS), que acontece de 13 a 16 de agosto na maior feira internacional do setor na América Latina.

A premiação do Ambus –para destros e canhotos– é um manifesto de apoio ao design inclusivo ou “for all”. O design para todos propõe que projetos de ambientes, produtos e serviços sejam acessíveis, usáveis e inteligíveis por qualquer pessoa, independentemente da idade, sexo, capacidades ou referências culturais.

O Salão também aderiu, na edição 2013, ao movimento No Copy!, iniciativa contra a cópia, apoiada por feiras no mundo todo que não permitem a participação de empresas copiadoras.

Com a mensagem “Não é pelos 20 centavos”, alusão às manifestações de junho, que se espalharam pelo país a partir do Movimento Passe Livre, cartazetes do movimento No Copy! apóiam “a criação de um design brasileiro, inovador e lucrativo, pronto para ser exportado”.

Para divulgar diferentes abordagens de inovação, a curadora do evento, a jornalista Maria Helena Estrada, convidou os designers Zanini de Zanine, Paolo Ulian e Bertjan Pot e o arquiteto Marcelo Ferraz para seminários sobre design contemporâneo.

Zanini de Zanine é um dos nomes em evidência no cenário brasileiro com projeção internacional. O holandês Bertjan Pot faz trabalhos conceituais e experimentais, baseados na pesquisa de materiais.

O italiano Paulo Ulian tem projetos de baixa tecnologia. O arquiteto Marcelo Ferraz, um dos sócios do Brasil Arquitetura e da Marcenaria Baraúna, é autor, entre outros projetos de destaque, da Praça das Artes, em São Paulo.

O projeto Cantina Benta colocou em contato 30 artesãs com as arquitetas Tina e Lui e o designer Renato Imbroisi para criar peças de mesa com bordados, crochês e cestaria, usando técnicas tradicionais italianas mantidas pelos imigrantes.

Outro projeto que mostrará sua cara no Casa Brasil é o Design na Pele, conduzido pela artista plástica Heloísa Crocco e o estilista Ronaldo Fraga, que realizaram oficinas em curtumes para a produção de novos tipos de couro especiais para decoração.

O Salão Design acontece junto com dois eventos da indústria moveleira: a Movelsul Brasil e a Casa Brasil. Na última edição, em 2011, teve mais de 20 mil visitantes e movimentou R$ 200 milhões. No total, serão expostos mais de 700 projetos de 15 países.

Mais informações em http://www.casabrasil.com.br/

Anúncios

Salão Made divulga design e sua rede de conexões

publicada em 4 de agosto na Folha de S. Paulo

MARA GAMA

A fluidez das peças de vidro da holandesa Pieke Bergmans é destaque internacional do Mercado de Arte, Design (Made), que acontece de 14 a 18 de agosto, em São Paulo.

O salão apresenta também uma mostra sobre o novo design belga, com obras de Bram Boo, Maarten De Ceulaer e Raphael Charles, e uma visão dos 100 anos da produção holandesa, através de miniaturas de resina impressas em 3D. Na programação cultural, se somam `as três mostras um seminário sobre cidades, debates, instalações e palestras.

O foco comercial do Made está no design de peça única ou série limitada. Catorze lojas terão seus postos avançados no espaço da feira, desenhado por Marko Brajovik, dentro do Jockey Clube.  Entre as lojas estão Passado Composto Século XX, Dpot, Jacqueline Terpins, Firma Casa e  Friedman Benda, de Nova York, que representa os Campana, o israelense Ron Arad e os franceses irmãos Bouroullec.

Para mostrar a produção dos independentes, foi montado um salão coletivo, com 18 postos, de 4 metros quadrados cada. Leo Capote e Marcelo Stefanovicz , Carol Gay, Nido Campolongo e o Garupa Estúdio exibem ali seus trabalhos.

O Made é  “uma plataforma de divulgação e democratização do design”, conforme seu diretor artístico e curador, o economista Waldick Jatobá. “Além da feira,  queremos criar contexto e conteúdo para quem quer saber mais sobre design e suas conexões com arte, urbanismo e artesanato”, afirma.

Exemplos dessas conexões estão nas palestras. Sobre arte, fala Beatriz Milhazes, no dia 16. O coletivo Artesol homenageia com palestra a arquiteta pernambucana Janete Costa (1932-2008), grande incentivadora do artesanato brasileiro. As cidades são tema de seminário conduzido pela urbanista Ana Carla Fonseca, com participação da arquiteta holandesa Alma Ploeger.  No dia 18, mesa redonda discute o móvel brasileiro, mediada pela crítica Adélia Borges.

O Made faz parte da São Paulo Design Weekend. (http://www.designweekend.com.br/)

**

Made: Jockey Club (av. Lineu de Paula Machado, 1.173)

Entrada: R$ 20

Mais detalhes no site (http://mercadodeartedesign.com.br)