Sul tem melhor Índice de Sustentabilidade de Limpeza Urbana

O sul do país mantém a melhor média –0,697– no Índice de Sustentabilidade de Limpeza Urbana (Islu). A cidade de Maringá (PR), obteve a melhor pontuação e 70% dos municípios da região Sul estão entre os 50 mais bem colocados na análise elaborada pelo Selur (Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana) e pela PwC.

Os municípios da região Norte ocupam as 20 piores posições do Islu entre os municípios com mais de 250 mil habitantes. Capitais como Belém (PA), Manaus (AM), Rio Branco (AC), Porto Velho (RR) e Teresina (PI), obtiveram alguns dos piores índices.

Os dados fazem parte de uma prévia da segunda edição do Islu, que será lançado integralmente no segundo semestre. O índice avaliou 3.049 municípios que disponibilizam seus dados de 2015 no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (Snis). Segundo essa base de dados, 17 milhões de brasileiros não têm acesso aos serviços de coleta de lixo.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2017/07/1904861-sul-tem-melhor-indice-de-sustentabilidade-de-limpeza-urbana.shtml

Anúncios

Em SP, 43 lixões ou aterros precários custam R$ 420 milhões por ano

O Estado mais rico do país tem, entre lixões e aterros precários, 43 locais inadequados de descarte de resíduos para onde são levadas mais de 14 mil toneladas de material por dia.

A disposição do lixo nesses locais afeta a saúde de cerca de 11 milhões de pessoas. Moradores das localidades próximas aos lixões, funcionários de serviços de limpeza urbana e catadores de materiais recicláveis são os principais grupos afetados por doenças que decorrem do problema.

Além do dano direto às pessoas que têm contato com esses materiais, os lixões degradam continuamente o meio ambiente das áreas de entorno, poluindo ar, solo e cursos de água, contaminando plantas e animais com substâncias tóxicas e atraindo vetores de doenças.

Mais  em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2017/07/1903110-em-sp-43-lixoes-ou-aterros-precarios-custam-r-420-milhoes-por-ano.shtml

Pimp my Carroça: cinco anos de rua com os catadores

A morte do catador de recicláveis Ricardo, pela Polícia Militar, na quarta-feira, 12 de julho, chocou o bairro de Pinheiros, em São Paulo. Pela internet, vídeos e fotos da comoção causada pela morte se espalharam.

Foi ato de extrema violência, com cara de execução, pelos tiros seguidos depois que ele havia caído no chão, segundo relatos de testemunhas, e da manipulação no local do crime pelos policiais, já apontada pela Ouvidoria da PM.

A Secretaria da Segurança Pública de SP afirmou que afastou esses policiais “do trabalho nas ruas” e que foi instaurado inquérito com acompanhamento pela Corregedoria da Polícia.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2017/07/1901174-pimp-my-carroca-cinco-anos-de-rua-com-os-catadores.shtml

Stefano Boeri fará primeira floresta vertical na Holanda

O estúdio do arquiteto italiano Stefano Boeri fará a primeira floresta vertical da cidade de Utrecht, na Holanda. A construção deve começar em 2019 e acabar em 2022.

Boeri é o autor de um projeto semelhante construído em 2014, em Milão, que se tornou modelo de residência sustentável, com suas torres cobertas com mais de 700 árvores e 20 mil plantas. Com o edifício milanês, o arquiteto recebeu vários prêmios internacionais e virou referência no assunto: está construindo um conjunto do mesmo tipo em Lausanne, na Suíça, e uma cidade verde na China.

A torre Hawthorn, em Utrecht, terá 90 metros de altura e uso múltiplo: 20 mil metros quadrados dedicados a apartamentos, um andar para restaurante, academia de ginástica, garagem para bicicletas, lojas de conveniência.

A diferença de outros prédios de apartamentos começa na fachada. Estão planejadas 10 mil plantas, de mais de 30 diferentes espécies, entre elas 360 árvores e 9,64 mil arbustos. A floresta urbana deve proporcionar um sequestro de carbono de 5,4 toneladas. No térreo, será instalado um centro de pesquisa sobre florestas urbanas no mundo todo, além de um espaço de lazer público aberto para a cidade.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2017/07/1899199-stefano-boeri-fara-primeira-floresta-vertical-na-holanda.shtml