ONG pede que Pão de Açúcar pare de vender carne de porco confinado

A ONG internacional Mercy For Animals, que combate maus tratos de animais criados para consumo, pediu que o Grupo Pão de Açúcar pare de comprar carne de porco de fornecedores que utilizam métodos de confinamento considerados cruéis.

Com imagens obtidas em investigação da ONG e apontadas como sendo de uma fazenda de porcos cooperada da marca Aurora, em Xanxerê (SC), um video mostra cenas de sofrimento no abate de leitões e porcas confinadas em celas de gestação.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1938784-ong-pede-que-pao-de-acucar-corte-carne-de-porcos-de-celas-confinadas.shtml

Anúncios

Consumidor rejeita sofrimento animal e quer transparência, diz pesquisa

Pesquisa encomendada pela ONG Mercy For Animals aponta que 81% das pessoas se preocupam com a forma como os animais são tratados pela indústria alimentícia.

O levantamento mostra também que 72% acham que o consumidor deveria estar ciente sobre a crueldade contra animais envolvida na produção de comida. Para 57%, restaurantes e supermercados deveriam parar de oferecer produtos que envolvem sofrimento para os animais.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1938754-consumidor-rejeita-sofrimento-animal-e-quer-transparencia-diz-pesquisa.shtml

‘Tinder de comida’ une interessados, mapeia e faz agendamento de doações

Não é para encontros românticos, mas aproxima quem precisa e quem tem de sobra. Para isso nasceu o aplicativo Comida Invisível. “É um Tinder de comida”, brinca Sergio Ignácio, um dos idealizadores do app lançado na última sexta, 24.

O aplicativo pretende conectar restaurantes, bares, empórios e pequenos mercados que queriam doar, com creches, ONGs e instituições que precisam de alimentos.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1938706-tinder-de-comida-une-interessados-mapeia-e-faz-agendamento-de-doacoes.shtml

Fórum promovido pela UE aborda financiamento para negócios verdes

Promovido pela União Europeia, acontece em São Paulo nos dias 27 e 28 de
novembro o Fórum de Negócios Verdes, para discutir financiamento de iniciativas
privadas contra as mudanças climáticas.

O congresso pretende ser uma plataforma para abordar a cooperação entre Europa e
Brasil em modelos viáveis de negócios sustentáveis. Agricultura de baixo carbono,
geração de energia distribuída, energia solar, eficiência energética em edifícios e
indústrias e créditos de carbono são nichos a serem analisados.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1938381-forum-promovido-pela-ue-aborda-financiamento-para-negocios-verdes.shtml

‘Não vou comprar nada e ficarei longe do e-mail na Black Friday’, diz autora

“Não vou comprar nada na Black Friday”, diz Carol Sandler. “E vou ficar longe do e-mail”.

Seis meses de abstinência “imunizaram” a jornalista e economista contra excessos. Em
janeiro de 2016, ela determinou corte de compras de roupas, bolsas, sapatos e bijuterias
e só adquiriu livros que precisava “muito” ler. Em julho, sentiu que a experiência havia
mudado sua relação com o consumo.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936803-nao-vou-comprar-nada-e-ficarei-longe-do-e-mail-na-black-friday-diz-autora.shtml

Dez minutos de pausa podem evitar a compra feita só por impulso

A especialista em finanças pessoais Carol Sandler lança o livro “Detox das Compras –
Como se livrar do consumismo e repensar a forma como gasta seu dinheiro” nesta
quarta, 22, em São Paulo. A pedido da Folha, ela dá cinco dicas para a se defender
das compras por impulso e do consumismo em épocas de muitas ofertas.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1936797-dez-minutos-de-pausa-podem-evitar-a-compra-feita-so-por-impulso.shtml

Bela Gil adere de vez às fraldas de pano para o filho e lança linha “fofa”

“É a máquina de lavar que trabalha, não você”. Quem garante é Bela Gil, que assina uma nova coleção de fraldas e absorventes de pano. A linha resulta de uma parceria dela com a empresa de produtos ecológicos Morada da Floresta e está à venda pelo site, sob encomenda, há 15 dias. O próximo lote tem entrega prevista para 25 de novembro.

“Mesmo com o dia corrido, se você se organiza, não dá trabalho. Você economiza dinheiro e não prejudica o ambiente”, diz Bela, respondendo sobre a preocupação mais comum dos pais de bebês pequenos: perder um tempo precioso e o pouco de energia que resta por causa de um punhado de panos sujos.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1935190-bela-gil-adere-de-vez-as-fraldas-de-pano-para-o-filho-e-lanca-linha-fofa.shtml