Compartilhar casa pode pagar manutenção do imóvel

Não é plano B, não substitui salário, mas pode fazer a casa parar de apenas consumir recursos e passar a gerar o próprio sustento.

Filho que sai de casa, mudança na fonte de renda, espaço ocioso depois de uma reconfiguração. Os gatilhos são variados para as pessoas decidirem alugar parte de suas casas e assim obter renda para o pagamento das despesas da própria casa.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/compartilhar-casa-pode-pagarmanutencao- do-imovel.shtml

Anúncios

Casa Viva valoriza rotina econômica em reforma discreta

Tire os sapatos antes de entrar. Menos sujeira vinda de fora resulta em menor consumo de produtos de limpeza e economia no bolso. Na hora do banho, fique de olho num reloginho. Para regar as plantas e lavar quintal, use água da chuva. Quando precisar mudar a organização interna, nada de quebra-quebra: basta rearranjar paredes internas.

Com um projeto que prevê intervenção mínima no imóvel e incentiva a adoção de rotinas econômicas de seus ocupantes, a Casa Viva venceu o Desafio Casa Sustentável e estará na mostra Casa Cor 2018 a partir de 22 de maio, em São Paulo.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/02/casa-viva-valoriza-rotinaeconomica- em-reforma-discreta.shtml

Influenciada por doc, rainha Elizabeth quer banir descartáveis

A rainha Elizabeth 2ª vai proibir canudos, garrafas e copos plásticos nas propriedades da família real da Inglaterra, de acordo com reportagem do “The Telegraph”.

Segundo o jornal, a rainha foi influenciada pela série de documentários “Blue Planet II”, produzida pela BBC e narrada pelo naturalista David Attenborough, que mostra os efeitos da poluição do plástico nos mares e na vida marinha. A série já passou em mais de 20 países.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/02/influenciada-por-doc-rainhaelizabeth- quer-banir-descartaveis.shtml

Supermercado online abre canal de ‘doação consciente’ para ONGs

Entre um impulso de generosidade no mês do Natal e ajudar a sobrevivência cotidiana de uma instituição de auxílio vai uma distância.

Com o objetivo de encurtá-la, um grupo de empreendedores criou a ShopperDoBem , lançada em outubro, para estimular “doações conscientes”. Nos dois primeiros meses de atividade, foram mais de 700 doações de comida e produtos de limpeza a nove ONGs cadastradas na cidade de São Paulo.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/12/1940588-supermercado-online-abre-canal-de-doacao-consciente-para-ongs.shtml

‘Tinder de comida’ une interessados, mapeia e faz agendamento de doações

Não é para encontros românticos, mas aproxima quem precisa e quem tem de sobra. Para isso nasceu o aplicativo Comida Invisível. “É um Tinder de comida”, brinca Sergio Ignácio, um dos idealizadores do app lançado na última sexta, 24.

O aplicativo pretende conectar restaurantes, bares, empórios e pequenos mercados que queriam doar, com creches, ONGs e instituições que precisam de alimentos.

Mais em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1938706-tinder-de-comida-une-interessados-mapeia-e-faz-agendamento-de-doacoes.shtml