Tom Dixon, Paul Smith e Norman Foster no painel “Love and Money”

Luminárias de Tom Dixon

O painel itinerante “Love and Money – 50 anos de Grã-Bretanha Criativa”, lançado na última “100% Design” de Londres, em setembro, poderá ser visto de 9 a 15 de outubro no Centro Brasileiro Britânico (rua Ferreira de Araujo, 741, Pinheiros, São Paulo).

A mostra está dividida em seis projetos audiovisuais, mostrando casos de sucesso de inovação e bons negócios.

Entre os autores de projetos, o designer Tom Dixon, o estilista Paul Smith e o arquiteto Norman Foster.

Anúncios

Utilidade, por Tom Dixon

A nova coleção do designer Tom Dixon se chama Utilidade. Usa “os mais básicos e primitivos materiais repensados para a era moderna”.

Luminária Bowl

Luminárias de vidro, mesas esmaltadas e mesas laqueadas fazem parte do nova safra, que vende a durabilidade como qualidade essencial.

Dixon nasceu na Tunísia e se fixou na Inglaterra em 1963. Tem peças suas no Victoria & Albert Museum e em museus de Nova York, Paris e Tóquio. Recebeu em 2001 a Ordem da Coroa Britânica e foi nomeado designer do ano pela “Architektur and Wohnen Magazine” em 2008.

Segundo sua bio publicada no site, largou a Chelsea School of Art para tocar baixo na banda Funkapolitan.

Abaixo duas das mais interessantes peças da coleção Utilidade: a mesa Screw, de três pés de metal e tampo de mármore, que lembra os banquinhos de piano, e a luminária vermelha Lean, para mesas de apoio ou criados mudos, com luz direcionada para leitura lateral.

Mesa Screw

Luminária Lean