Lixo: Corte no Ministério das Cidades pode atrasar fim dos lixões, diz sindicato

O corte de R$ 17,2 bilhões no Orçamento do Ministério das Cidades neste ano pode atrasar o fim dos lixões. O Ministério tinha uma dotação de R$ 31,74 bilhões para o ano, que caiu para R$ 14,51 bilhões, o que equivale a um corte de 54% em seu limite para gastos.

Os números foram divulgados pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que afirma que o ajuste não afetará os investimentos prioritários, mas os programas de infraestrutura, que envolvem obras de grande complexidade e prazos longos, terão os cronogramas dilatados.

“O grande obstáculo à erradicação dos lixões é a falta de dinheiro das prefeituras, que precisariam receber aportes federais e estaduais. Se o tema já estava esquecido pelo governo, o que dizer agora, com o ajuste fiscal?”, questiona o presidente do Selur (Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo), Ariovaldo Caodaglio.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2015/06/1647958-lixo-corte-no-ministerio-das-cidades-pode-atrasar-fim-dos-lixoes-diz-sindicato.shtml

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s