Com catadores remunerados, SP quer universalizar a seletiva neste semestre

Os catadores de material reciclável vão participar formalmente, com remuneração e de maneira mais intensa nos serviços de limpeza pública em São Paulo.

Através de novos acordos firmados com a Prefeitura, eles serão responsáveis por parte da coleta seletiva de porta a porta,num processo em três etapas, que terá início em 22 de fevereiro e deve estar concluído até 18 de abril.

A partir desta data, segundo o cronograma divulgado pela Prefeitura, a seletiva de recicláveis estará iniciada em todos os bairros. Estão previstos períodos de divulgação de cinco dias para cada grupo de bairros incluídos, na semana que antecede o começo da operação.

Atualmente há cerca de mil catadores cooperados em convênios com a Prefeitura e São Paulo recicla cerca de 2,5% do que é recolhido na coleta domiciliar. Esses materiais são processados por duas centrais mecanizadas e por 21 cooperativas. A coleta seletiva chega a 85 dos 96 distritos da cidade, sendo que em 46 deles todas as ruas são atingidas, em 39 deles o serviço não é extensivo a todas as ruas e em 11 distritos não há seletiva.

http://folha.com/no1734740

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s