Casa em Roterdã é vitrine e teste para tijolos de resíduos

Sal, wasabi, pimenta preta, cogumelos, caramelo, lentilha, trufas, berinjela e salame. Não é uma lista de compras para uma receita muito louca. São os nomes que compõem a variada paleta de cores dos WasteBasedBricks, linha de tijolos feitos a partir de rejeitos das indústrias de cerâmica, vidro e argila de olarias tradicionais. A primeira casa a usar esses tijolos feitos de resíduos está sendo erguida em Roterdã, Holanda, desde março, e deve estar pronta em julho.

As experiências com o uso de resíduos para obter novos materiais de construção sem adição de componentes virgens começaram a ser feitas por Tom van Soest quando ele ainda estudava na Academia de Design de Eindhoven, um dos centros mais interessantes de pesquisa em design no mundo. No final do curso, em 2012, ele foi um dos nomeados ao prêmio anual da escola pelo projeto.

Em 2013, se associou a Ward Massa para fundar a StoneCycling e seguiu pesquisando
formas de trabalhar com itens já usados e descartados e tipos de misturas para obter
novos materiais.

Mais em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/maragama/2016/06/1780129-casa-em-roterda-e-vitrine-e-teste-para-tijolos-de-residuos.shtml

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s